top of page

Gengibre

Atualizado: 27 de abr. de 2022

Zingiber officinale

Os sentidos do olfato, visão e paladar dão-nos a perceção da qualidade dos alimentos e são decisivos na escolha da comida que nos dá maior satisfação. De forma instintiva procuramos alimentos ricos nos nutrientes que estão em falta no nosso corpo. Mas, nos dias de hoje, a oferta de alimentos é tanta que, muitas vezes este instinto tão valioso, equivoca-se e acabamos por consumir alimentos que nos dão uma falsa satisfação. Pode também acontecer que, apesar de escolhermos os alimentos certos, o nosso sistema digestivo esteja comprometido devido a desequilíbrios na flora intestinal e não conseguimos absorver os nutrientes que necessitamos.

Muitas pessoas com problemas como diabetes, obesidade e hipertensão, seguem uma dieta eliminando o consumo dos alimentos ricos em calorias para evitar o agravar da situação. Mas este caminho causa ansiedade e reduz o prazer da refeição. Em alternativa, talvez seja mais eficaz aumentar o consumo de alimentos que reduzem a inflamação que está na origem do problema e equilibrar a flora intestinal, usando condimentos – ervas aromáticas e especiarias.


O gengibre é um condimento que desempenha bem estas funções: reduz a absorção dos açúcares na comida, inibindo as enzimas amylase e a-glucosidade nos intestinos, e reduz a inflamação que está na origem destes problemas, através da inibição da enzima arginase. Esta enzima decompõe a arginina, um aminoácido importante para a ação do sistema imunitário e necessário para produzir óxido nítrico (NO), um gás que está envolvido em muitos processos biológicos no corpo humano – regulariza a produção de insulina, melhora a circulação sanguínea e a protege o coração.

Os problemas de hipertensão, resistência à insulina e obesidade devem-se, em parte, à deficiência de arginina. Talvez seja esta uma das razões porque o chocolate, o amendoim e outros alimentos ricos em arginina sejam escolhas favoritas quando instintivamente procuramos comidas que nos fazem sentir bem. Ao inibir a enzima arginase o gengibre aumenta a concentração de arginina no corpo e reduz a inflamação.

Usado em chá como planta medicinal o gengibre alivia sintomas de enxaquecas, desequilíbrio, náuseas, dores, alergias, reduz a febre e pode ser aplicado como emplastro para reduzir a inflamação de artrite e dores musculares.


Na culinária, o gengibre é um condimento que qualquer cozinheiro, profissional ou amador, aprende a valorizar. O aroma doce, levemente picante e muito aromático do rizoma fresco deve-se ao seu componente principal o gingerol, que no processo de secagem transforma-se em shogaol, ganhando um sabor mais intenso e picante que se assemelha ao ardor da capsaicina na pimenta-da-terra. Durante o processo de cozedura o sabor picante do gengibre fresco dissipa-se porque o gingerol dá lugar a outro componente com sabor mais moderado a zingerona.


O sumo do gengibre fresco, ou raspado em fatias finas, usa-se em marinadas para tornar a carne mais tenra devido à ação da enzima do gengibre zingibaina que atua nas proteínas musculares da carne tornando a carne mais macia. Para este efeito deve-se evitar usar ingredientes ácidos na marinada porque a acidez anula a ação da enzima.

Na comida chinesa o gengibre é um condimento com um papel fundamental, não só pelo seu sabor único, mas também pelas suas virtudes medicinais. Algumas pessoas têm sintomas de dores de cabeça, dor no peito, dormência em torno da boca e náuseas depois de ingerir alimentos com MSG (glutamato monossódico), um ingrediente muito comum na comida chinesa. É o chamado ‘síndroma do restaurante chinês’. O gengibre usado junto com comidas com este aditivo atenua o seu efeito neurotóxico.

Além de ser uma das especiarias preferidas para confecionar biscoitos e bolos o gengibre é usado também em sumos como prebiótico para equilibrar a flora intestinal.

Apesar de todos os benefícios do gengibre, o uso desta planta para fins medicinais, deve ser evitado pelas pessoas que tomam medicamentos anticoagulantes porque o gengibre pode potenciar o efeito do medicamento e provocar hemorragias.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page