top of page

QUEBRA-PEDRA

Atualizado: 18 de abr. de 2022

Num jardim bem organizado as plantas crescem saudáveis, em harmonia, mostrando toda a sua beleza e esplendor. Para que isto aconteça tudo tem de ser bem planeado: em primeiro lugar é necessário conhecer as necessidades de cada planta em particular, para poder proporcionar-lhe as melhores condições de cultivo. Tendo em atenção o porte de cada planta, escolhe-se o lugar mais apropriado, as maiores atrás, as mais pequenas à frente, para que umas não se sobreponham às outras. Se precisam de mais ou menos luminosidade escolhe-se um local soalheiro ou um recanto mais sombrio do jardim. Muitos destes predicados aprendemos com a experiência. Se tudo correr bem as plantas crescem saudáveis e presenteiam-nos com maior abundância de flores e folhagem mais viçosa. Esta a recompensa que qualquer jardineiro anseia!

Já as ervas daninhas são plantas que crescem no jardim sem serem ‘convidadas’. Têm a sua própria organização, crescem onde lhes apetece, e não têm intenção de mudar para outro sítio, mesmo quando não são desejadas. Numa palavra, são plantas TEIMOSAS.


Uma entre as muitas plantas ‘teimosas’ que crescem no meu jardim é a quebra-pedra, Phyllanthus niruri, que aparece como que por magia nos lugares mais improváveis, entre as pedras da calçada ou em qualquer brecha minúscula que encontra num muro do jardim. Até parece que faz de propósito para tornar mais difícil erradicá-la. Só quem conhece as virtudes medicinais desta planta é que fica feliz quando encontra a quebra-pedra a crescer espontânea no seu jardim.

Entre a variedade de fito-químicos que se encontram na quebra-pedra, destacam-se o ácido gálico e a quercitina, que são provavelmente os componentes responsáveis pelas propriedades medicinais da planta. Na medicina ayurveda a quebra-pedra é uma das plantas medicinais preferidas para tratar problemas de fígado, rins e Hepatite B. Na Madeira o chá das folhas é usado, desde há muito tempo, para tratar pedra nos rins e reduzir a concentração de gorduras no fígado. O nome vulgar da planta, quebra-pedra, deve-se à acção potente desta erva em ajudar a eliminar pedra nos rins, isto porque a quercitina diminui os níveis de ácido úrico. Além disso, este componente ajuda também a aliviar sintomas de alergias porque reduz a libertação de histaminas. O ácido gálico por sua vez actua nas enzimas do fígado reduzindo a acumulação de gorduras neste orgão.

Quando não temos a sorte de usufruir da presença da quebra-pedra no jardim, ou simplesmente preferimos escolher outras opções, podemos selecionar outros alimentos que tenham também estes fito-químicos na sua composição. A quercitina encontra-se também em alimentos como a cebola vermelha, pimentão, cerejas, maçãs e uvas; o ácido gálico está também presente no vinho tinto, agrião, mirtilos, maçãs e nozes.

Não há dúvida que entre a grande variedade de alimentos que temos à nossa disposição podemos encontrar uma forma de tratar alguns dos problemas que nos afligem no dia-a-dia de uma forma saudável, e ao mesmo tempo evitamos o uso de medicamentos em excesso.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page